Vou ficando velho e dois conceitos se consolidam mais e mais. São eles:

  1. Simples > complexo;
  2. Conteúdo e beleza > conteúdo > beleza.

O MexApi é a mais nova vítima dessa consolidação. Apresento-lhes o MexApi v4.

Apesar do meu último artigo datar de maio de 2015, por diversas vezes desde então pensei: 'pô, esse tema é legal! Podia escrever sobre isso no MexApi'. Mas logo em seguida vinha a lembrança do workflow pra eu publicar coisas aqui... preguiça.

Ademais, tenho escrito tudo que é documentação de código em Markdown. GitHub, GitLab e quase tudo hoje em dia suporta bem esse formato de marcação sensacional para produzir conteúdo rapidamente em qualquer lugar.

O Pelican (não exatamente ele, mas seu ecossistema) tem um suporte reduzido a Markdown. Ele brilha mesmo é com reStructuredText. Só que como o único lugar que eu uso rst é aqui e toda vez que ia escrever um artigo, apesar de saber o grosso da sintaxe, tinha que me lembrar das coisas específicas. Chato.

Última coisa chatinha do Pelican: atualizações. É um pequeno parto toda vez que é necessário atualizá-lo para versões maiores. Agora que o Pelican está na versão 3.6 e o MexApi estacionou na 3.4, não quis nem parar pra ver o tamanho do osso que eu teria que roer.

Ou seja, publicar no MexApi tornou-se complexo.

Enter Grav

Estou trabalhando num projeto em Drupal e com isso usando muito Twig, o motor de templates usado pelo Drupal 8. Em busca de soluções para um problema específico do frontend, esbarrei com um tal de Grav. Da página dele:

Grav is a modern open source flat-file CMS.

Flat-file CMS? Sim! Flat-file CMS! Não tem banco de dados! Conteúdo, configurações, tudo em arquivo. Um CMS sem banco de dados. Ou seja: o melhor dos WordPress da vida, sem a encheção de saco e peso de um backend inteiro.

A coisa mais especial do Grav é o seu suporte a Markdown. Nativo, poderoso, rápido e lindão. Agora eu posso escrever tudo aqui com a sintaxe de marcação que eu estou bastante familiarizado. E posso fazer isso de dois modos:

Editor de Markdown do Grav Administration Panel

Ou seja, meu fluxo de publicação ficou assim: ideia, escreve, publica. E para atualizar o Grav e seu ecossistema todo? Aperta um botão.

Mas Não Seria Eu...

Eu continuo sendo o mala e perfeccionista de sempre. Por isso eu mexi, mexi e mexi no tema do MexApi, na migração do conteúdo do MexApi v3 para este que você vê agora e na infra pra rodar tudo. Em termos de tempo, o esforço foi:

  • Desenvolvimento: 30h
  • Migração do conteúdo: 40h
  • Virada: 6h
  • Escrever e publicar este artigo: menos de 1h. Ah, Markdown! <3

Não vou entrar em detalhes aqui. Todo o conteúdo e o código do MexApi está publicado neste repositório. Divirta-se.

O resultado disso você vê abaixo. Eu adorei! E você?

MexApi v4

Ah! A partir de hoje a licença do MexApi muda. Agora é CC BY 3.0 BR. A licença do conteúdo publicado antes de hoje não foi alterada. Detalhes aqui.